quinta-feira, 22 de março de 2007

desequilibrar!


mas, enfim ...chegamos a conclusão de que estar desequilibrada faz com que a criatividade flua... desequilibrada pode parecer que nada vai sair direito, né? tambem pensamos isso...há muitos anos atras. hoje já pensamos que estar desequilibrada é o que faz mesmo se viver com intensidade. é mesmo! intensidade em entender o que está errado,entender pra começar a busca louca em consertar.. pior é que na verdade estar desiquilibrada nao é estar quebrado nao...é uma forma de estar..e pra nós é estar bem. melhor ainda. desequilibridada .. sem nada medido..sem nada contado... puxar pro lado que quiser crescer.. quer mais amor? é mais amor não quer amor? menos amor Puxar pra a linha da vida que se sente bem...e se se sentir bem nao é ter os mesmos pesos, as coisas certas no lugar certo da cabeça, do coração e da mão. E daí? Se sentir bem é simplesmente se sentir bem...pra algumas pessoas como nós é estar desequilibrada...é mais facil pra criar.. Criar um texto..pintar um quadro..ver a imagem certa da foto..criar sua historia ... enfim o desequilibrio nos traz segurança de que nossos sentimentos não serão feitos por base de uma vontade ja pré-estabelecida. o nosso desiquilibrio nos leva a amar com mais disponibilidade...a vida, as pessoas, as cores... é bom amar com disponibilidade e desequilibradamente é maravilhoso viver com mais intensidade...

3 comentários:

Itaninha disse...

celisssssssss
q emoção estar postando no teublog

muito interessente uma pessoa meio desequilibrada falar do desequilibrio mas TUDO BEM!!!

ehehehehe
gostei muito do texto e mais ainda do blog, tá a sua cara, ou seja, cerveja heeheh brincadeirinha, ta a sua cara pq ta lindo igual a vc amiga!!!

bjosss

Larissa Santi disse...

humm.. equilibrio no layout, equilbrio pra ficar de pé, equilibrio pra girar um prato... PRA QUE PORRA DE TANTO EQUILIBRIO?

(ainda bem q eu sô uma pessoa EQUILIBRADA) ¬¬

niltim disse...

viva o desequilíbrio constante... para que se tenha movimento e menos acomodação...
que saíamos do lugar sempre... isso é amor sim!

viva o desequilibrio então...

viva!