sábado, 21 de julho de 2007


Encontros. Sorrisos.

Estar na sua, estar na cidade. Há encontros, não há uma espera.
Bonito de sentir. Surge novidades. E aquele olhar já é intimo.

Um abraço com carinho. Uma mão que desliza com carinho.

Uma palavra forte com carinho.E cresce.

A intensidade se cria no instante em que os gritos se completam e depois do descanço a esperança de mais adiante uma montanha de novas emoções infantis.

Passa a bola. Joga a bola.
Uma dança sensacional. Riiisos.
Uma loucura que ajuda a criar a historia de mais uma estação livre.

E mais uma estação que pra compor a historia de vidas que se encontram pra buscar a mais plena felicidade. E acham a todo momento.

3 comentários:

Larissa Santiago disse...

cada vez mais poetizaaaa
;)
adorooooooo
bju Xurebinhaaaaa

Marcelo Mendonça disse...

gostei muito!

Patrícia disse...

Jogos infantis remetem a estado de espírito gostoso...
e ao mesmo tempo me lembra que ainda somos os mesmo e vivemos como os nossos pais...que são crianças como vc vai ser quando vc crescer...

é realmente...não há mais nada de novo a vir!
mas é bom viver essas sensações!
é saúdavel!

iiii...sei lá!