quarta-feira, 3 de outubro de 2007

...Se encosta...


Uma volta rotineira. Um caminho não muito escolhido. Pressa. Compromisso.
Desci, fui caminhando. Uma presença agradável ao meu lado. A rua não tão agradável como.
Nossos olhos se encontraram e só eles. Se desviaram e sem mais.
Os passos mais lentos. A sensação de que não estava sozinha na rua cheia.
Olhei para ele, o cabelo preto liso e grande, de quem gosta de músicas velozes, e de violão. Uma blusa folgada com estampa de quem freqüenta lugares não organizados, e de quem se organiza nas idéias e age. Sandálias, livre. Voltei minha atenção sem muita coragem.
Olhou-me e vi observando minha roupa, meu cabelo. Cantei baixinho O Rappa (não me perguntem por que, nem eu sei. O que veio em minha boca.). Ele abriu um sorriso e quando olhei: tímido.
Só olhares. Um por vez. Seguindo.
Coincidência nosso destino rápido. Fim na mesma linha. Um para cada lado.
A cumplicidade de desconhecidos. Entrei, ele entrou. Não olhamos. Parei de cantar.
Olhei para trás. Ele olhando, me acenou com a mão. Respondi. No olhar um “prazer em te” . No meu um “ nem te”. Foi embora e eu... Também.






E Pat me pergunta com firmeza: “qual sua formula para fazer as coisas acontecerem??
Absurdo!!! Nada acontece.

9 comentários:

DGirl disse...

Amei esse encontro desencontrado!
É incrível como o corpo se comunica bem por sinais né menina?
Beijos e obrigada pelos comentários!

Marcelo Mendonça disse...

"A vida é a arte dos encontros"

emerluis disse...

Celine, devolvo a visita, já agradecendo a sua no meu blog. Respondendo: não sei o que surgiu naquela manhà, mas sei exatamente o que se foi. Beijos para vc.

niltim disse...

ah... as coisas acontecem sim.
Nada é por acaso moça, nem o acaso. Iria parafraser Vinicius, mas o outro já o fez acima. Então, deixe-me apenas com essas simples letras sem muito sentido!

mas que a vida vale a pena, etc, etc... como diz o poeta

e acontece...

l e t disse...

eeeeeea!

Patrícia disse...

Acontece...acontece...acontece!
E nunca para!

Eu digo o que vejo, e sei que a mudança radical que espera talvez apareça nas simples e aparentemente bobas trocas de olhares.

Vamos (vai) ver o que faz com isso. Dar significado, se sente desejada, mais mulher. PODEROSA.

e as coisas continuam acontecendo!!...

Isa Dora disse...

Rsrsrss... esses não encontros marcam nosso pensamento. Coisas boas, não?

Larissa Santiago disse...

e eu encintrei vc
por acaso nakela slaa dôdiaaa
suahsuhas
suahuhsas

bju binha

Celine disse...

E eu te encontrei louca na...ihaiuahuia
adoooooro