terça-feira, 27 de novembro de 2007

Em resposta ao post "Tempo Tempo Tempo". Do blog Cor de Rosa Choque


"Sinto e não, medo do tempo.
Por muitas vezes ele me ajuda. Por muitas me dá alegria.
Me dá o que preciso(até quando não quero) e brinca comigo.
Quando quero que passe rápido, ele vem sem pressa. Quando quero que caminhe devagar, ele corre comigo nos braços.
Tenho medo de nessa brincadeira, ele me perder dentro dele. e eu me encontrar longe do que peço.

Mas isso me dá uma sensação boa de que algum sentido faz. e no fundo acredito que ele sorri pra mim. E que mais adiante não vai gargalhar ...(de mim)."

5 comentários:

Patrícia disse...

Tenho sentido vontade que ele passe logo e nesse momento! para a minha alegria ou decepção ele corre e eu não sei o que fazer.

Estou fora do tempo-espaço...quero o que não posso e não tenho paciência pra dar tempo ao tempo.

e como diz Vanessa "O tempo pirraça..."

A Outra disse...

inveriavelmente, o tempo
chega,
passa,
e quase ninguém vê
ou sente.
só quem foi esquecido. só esses.

bjs! (ficou meio deprê esse comment, agora já foi, escrevi tá "escrevido")

A Outra disse...

*invariavelmente, INVARIAVELMENTE!!!

K. disse...

Ihhh menina..

não dá.... o dentista é meu cunhado..rs..rs..rs..rs...

sobre o tempo, ando com medo dele também. Por vezes, acho que desperdiço muito tempo com nada....

ai olha para trás e vejo meu ex, que morreu com 29 anos, e penso em quantas vezes ele perdeu tempo com anda....

me dá um medão. ;)

beijoooooo

ahhhhhhhhhhhhhhhh sobre o shopping, vem para são paulo.... Agora...rs..rs...rs..

Cafeína disse...

e o que seria de nós, sem o tempo...