segunda-feira, 30 de junho de 2008

Por mais aditivada que esteja sempre sobra cabeça para não fazer aquele resto que precisa.
Te vi e corri pro lado mais escuro por medo de não saber falar o que não tinha ensaiado. No fundo eu sabia que nao ia consegui ficar perto e não ensaiei perda de tempo. Na verdade você nao me deixa nervosa, nem ansiosa. Você me deixa assim, sem saber.
O que me agrada nisso é que você também não sabe. E quando eu corri pro escuro e fechei os olhos, me bati com você de olhos bem abertos e muitas palavras nas mãos.
Nosso encontro mais ensaiado, o que não esperamos e o unico que acontece, sempre.
No escuro somos dois, e isso me acalma, por que é do escuro que tenho medo. E você está lá comigo no meio da festa.

6 comentários:

sarah k disse...

Ai que fofo!
Eu tb quero ser amprada assim, rs

:)
beijo
e por aqui tudo bem!

Larissa Santiago disse...

hummmmm
no escuro....
se sapé falasse!
;)

RodOgrO disse...

É medo do escuro ou é medo de perder o controle no escuro, hein?! O.o

Safadeeeeeenha!!!

Rodrigo Carreiro disse...

O escuro pode ser mais claro que qualquer outra coisa

Isa Dora disse...

sempre sobra cabeça... engraçado você comentar isso... pq só sobra cabeça qdo a gente quer fazer. engraçado de novo: a gente SEMPRE fica sem saber. me lembro daquela música de Ana Carolina: "E eu que pensei q eu sabia tudo, mas se é você, eu não sei nada."

Ahhh, nosso encontro mais ensaiado, mais querido...

niltim disse...

pra vc
http://adioslounge.blogspot.com/