quarta-feira, 3 de setembro de 2008


Porque se defende tanto de mim? E se ofende com respirações incertas.
Se tranca do lado de fora e mal consegue ver o quanto estou liberta para atuar ao seu lado.
É insuportável a ironia com que leva suas palavras, ao jogar as minhas pesadas na vala. E se mantem distante de meus olhos. Nem ao menos posso criticar.

É maravilhosa a dor que sinto quando tento soltar tua mão. despedaçada percebo as algemas invisíveis e você continua a me carregar contigo. A me pendurar onde deseja. Me guardar em qualquer fogueira queimada.

E não venha com surpresa nos dedos quado estiver pronto o meu punhal. Porque na hora certa, ainda ouvindo a música. Será fácil matar o meu amor, sem gritos e sem ofensas.
A maior prova que te darei.

14 comentários:

Anônimo disse...

sempre fascinante !

bjs

Pedro

Adriana disse...

Forte!!!!!!muito lindo

Marcante!!!(em quem tava pensando?)

Meu doce!!!!!


bjo

Adriana disse...

Forte!!!!!!muito lindo

Marcante!!!(em quem tava pensando?)

Meu doce!!!!!


bjo

Isa Dora disse...

é mesmo um Amor Insentido. pelo outro. e ele não pode ser unilateral. se for assim, não há história.

Rodrigo Carreiro disse...

amor rasgado(r)

K. (Incompletudes) disse...

Não tô dodói não mozinha...rs...

é o só que o estômago resolveu se comunicar comigo e achei estranho....


rs rs rs

mas, tá tudo okkkkkkkkkkkkkkkkk


beijosssssssssssssssssss na bochecha que você escolher..rs

urban disse...

quanta dor ... dizem que é qdo escrevemos melhor.
tá lindo.

vim agradecer a visita ao meu blog.
apareça sempre, vou gostar de uma presença feito a sua ... gostei dos seus textos.

hj mais tarde tem post comemorativo, pareça se puder.

xêro
;-)

Mr. Almost disse...

Hum... Você está a precisar de uma festinha, sim!...

Beijo.

Sunflower disse...

tem dor que lembra que a gente t´s vivs, né? prefiro essa dor, a dor verdadeira a ser DORmente

beijaaa

Larissa Santiago disse...

mata logo de uma vezz!!
comigo eh assimm
(té parecee... =/)

:P

Borba disse...

Me lembrou uma música de Los, 'do lado de dentro'.

Chata.

minicontosperversos disse...

Ah, não liga, bela. Os cafas nunca percebem. E quando percebem, geralmente é tarde demais.

Agora vamos falar de coincidências. Trombamos com essa foto sua de blusinha em outro blog. Pensamos em entrar no teu só pra tirar a prova, mas o trabalho chamou antes. O dever.

E por coincidência a blusinha cor de rosa aparece comentando lá na nossa casinha vagabunda.

Bom presságio.

Volte sempre. Nós vamos voltar, nem que tenhamos que chutar a porta.

urban disse...

oi Celine!

que bom que vc gostou do meu blog ... eu adorei isto, rs!

Ah ... e sobre partes do corpo deles, eu sou vidrada nos braços fortes que apertam e se apossam, rs.

xêro
;-)

sarah k disse...

OI AMIGA!
VOLTEI DEPOIS DE UM LONGO E TENEBROSO INVERNO.

affff ... saudades viu!

que texto marlindo é esse hein?!! minha nossa!

beijo