domingo, 10 de maio de 2009


Me dá sem dor o pensamento e me enche de vontade de estar também. Não importa como vem, mas sempre chega à mim. Cheia de coisas lindas e eu brilhando. Não há força que faça o movimento. É assim que continuamos, no mesmo lugar bom. De não ter nada. Enquanto todo o resto acontece junto dos nossos olhos. Se olhando.

10 comentários:

N. disse...

mas tem o tempo e esse é implacável. Talvez te dê desejo e talvez te dê ainda mais, mas só com o tempo mesmo.

Eliana Mara Chiossi disse...

Celine, e nós na fritas, no
Red River, é quando?

PatSodré disse...

Tá, me sinto bem!

Capitu disse...

O amor baixinho, aquele que diz apenas aos próprios amantes, é o amor que tem a voz do tamanho do Universo! Amar em silêncio, sem alvoroço, despretensioso, apenas sendo... Letras certeiras, Celine!

"Lídia, ignoramos. Somos estrangeiros
Onde que quer que estejamos.
Lídia, ignoramos. Somos estrangeiros
Onde quer que moremos, Tudo é alheio
Nem fala língua nossa.
Façamos de nós mesmos o retiro
Onde esconder-nos, tímidos do insulto
Do tumulto do mundo.
Que quer o amor mais que não ser dos outros?
Como um segredo dito nos mistérios,
Seja sacro por nosso."

(Ricardo Reis - por Fernando Pessoa)

Beijos meus!!!

ana f. disse...

sua escrita é muito fluida, menina!

Mr. Almost disse...

"Tu acha o quê?"

Eu acho que você estava namorando, num banco de pedra olhando o mundo e os olhos de quem você ama.

Ric disse...

Se estamos bem do jeito que estamos, deixa a vida rolar...

Beijos.

george araújo disse...

então brilhe mais e mais
e daaaaance
...



bjão
>>

Marcelo Mendonça disse...

O melhor lugar é ser feliz....
Adorei sua visita, seu comentário, bjaao

Denis Sena disse...

Tudo é uma questão de reflexão.
Massa seu blog!