sexta-feira, 16 de outubro de 2009

cheiro



O cheiro passeia pela ponta do nariz e desce. O mesmo cheiro em todo corpo e em tudo que é ela.
No quadrado vê além do alcance do olho. E do outro lado toda a casa arrumada a sua espera. Corre entre o medo e a vontade a pega. E paralisa. Não tem mais palavra, não tem mais cor.
Só o desejo. A promessa que vem bela, que vem sufocando.
O mistério do próximo segundo é o sentido.
Enquanto espera.

3 comentários:

DGirl disse...

E como não entender o desejo e o medo?
Intensos...
Ordem meio desconexa,nem tudo se explica ao sentir.
"O mistério do próximo segundo é o sentido."
Lindo demais!
Beijos Morena!!!

Anônimo disse...

será q um dia vc vai escrever sobre mim? sera q um dia eu terei importancia pa vc?

DGirl disse...

Esse texto me emociona pela simples verdade de ser.
Faltou dizer isso...
Beijos Nine Morena!