segunda-feira, 26 de setembro de 2011

pago.



Abaixou o volume e desanimou
Como se tivesse gastado todas fichas.
Lembrou que não tinha comprado nenhuma.
E entendeu que o desânimo é preço pago.

Mais do que algo que se leva.
Uma coisa que se vê de longe.

2 comentários:

dieGo disse...

Pago esse preço muitas vezes, mas nada paga os poucos momentos de felicidade.

daniayres disse...

Desanimar, jamais!