sexta-feira, 6 de julho de 2012

curativo

basta se importar e todo o céu se abre em caminho de deus. só é preciso um pedaço de certeza. uma coisa dessas que dá ânimo na pontinha no pé e você anda. das horas que passam em dores mentirosas, que vem de outro e se instala. 

quando menos se espera, o clima tomou conta de todos na sala e não há frase certa nesse momento errado. um erro de espera. daquilo que cura. mas nada está doente. essa parede é saudável. ela bate por que é quina. mas não chora. a gente que machuca.

basta um band aid de importância com aquilo que nunca foi dito. e não há mais o que tapar. pele lisa, gesso intacto. a gente em paz

2 comentários:

Larissa Santiago disse...

"essa parede é saudável. ela bate por que é quina. mas não chora. a gente que machuca."

poesia demais!

Cactus @Cactusfacts.com disse...

Nice blog! Check us out online at www.cactusfacts.com