sábado, 5 de abril de 2014

confissão

todo sábado eu brigo comigo mesma. Ficamos chateadas.
a briga é pelo mesmo motivo e no fim eu reconheço a culpa.
ainda assim ficamos estranhas.
a iniciativa sempre fica por minha conta. e vou atrás de mim a todo custo.
nos abraçamos. fico em paz por ainda estar ali. fazemos promessas.

no domingo, eu sou só minha e seguimos o dia cheias de dedos.
o azul do céu nos anima. trocamos segredos íntimos. e eu confesso.
o dia se vai, e no fim estamos apenas nos olhando.

dormimos temendo a segunda.

Nenhum comentário: