quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Susto

Num salto onde quem mais pulou foi ela.
Uma lagartixa surgiu em cima de mim como se fosse jogada
Por um moleque qualquer

Meu coração na boca denunciava o susto
Mas o medo havia passado
No fim ja era graça. Despertada

Pulei nao so da cama, como do eixo
La estava agora a lagartixa paralisada
E eu gargalhava. Ela tinha medo. 

Me joguei pra fora do quarto 
Como quem quer dar um susto.
Reptiliana. Saí a procura de alguem na cama. 

Nenhum comentário: